Destaques

Indique nosso site
Ajude alguem que esteja precisando de cuidados médicos.
Como prevenir lesões na coluna A coluna é um pilar que sustenta e equilibra o corpo... Veja algumas sugestoes para cuidar das costas e de sua postura.

 

Artigos relacionados


O fim da dor lombar?
Dr. Izair Jefthé Rodrigues - Neurocirurgião

RADIOFREQÜENCIA - FIM DA DOR LOMBAR ?

Se você sentiu uma forte dor nas costas ao carregar um peso, fazer um esforço ou simplesmente uma torção do corpo, não entre em pânico. Quase todas as pessoas tem uma dor como esta em algum momento de sua vida. De fato 90 % da população fica, eventualmente, “de cama” por uma dor localizada na região da coluna lombar, também chamada de lombalgia. Quando eventualmente se irradia para uma das pernas e também conhecida como ciática.

As causas

Torção e distensão dos músculos e ligamentos da coluna vertebral são a causa mais comum de lombalgia e felizmente nao são graves. Acontecem mais freqüentemente em pessoa com condicionamento físico ruim ou com excesso de peso. Por outro lado, a hérnia de disco é causa freqüente da dor irradiada, da “ciática”. Para compreender: o disco intervertebral e uma placa de cartilagem que fica entre duas vertebras. Serve de “amortecedor” da coluna. Quando ficamos em pé. Se for submetido a um esforco exagerado, pode sair parcialmente do seu lugar, provocando a chamada hérnia.
Outra causa comum de dor lombar e a osteoartrose da coluna. Com a idade, a coluna vertebral sofre transformacoes degenerativas. Pode haver então crescimentos anormais nas vértebras e discos (osteofitos, bicos de papagaio), que comprimem as raízes nervosas, causando dor. Traumas de coluna, osteoporose, estenose (estreitamento) do cabal e fibromialgia são outras causa de dor lombar. Somente seu médico pode avaliar estas e outras causas mais graves, como tumores da coluna ou da medula. Atualmente, temos inúmeros métodos em nossa clínica de dor (Neuroclinica) para falar que poderemos sinalizar com o fim de sua dor lombar, por exemplo, a radiofreqüência, um procedimento em que usamos um aparelho que faz uma verdadeira desconexão das vias sensitivas da dor lombar, sem prejuízo à função motora do paciente e sem seqüelas.

Diagnóstico

Procure o seu neurocirurgião. Ele ouvirá a sua história, examinará sua coluna e suas pernas e pedirá exames necessarios pra definir o diagnóstico e orientar o tratamento.
Os exames mais freqüentes sao: Raios-X simples da coluna, Tomografia Computadorizada, Ressonância Magnética, Eletroneuromiografia, etc.

O Tratamento

O começo é pelas medidas mais simples. Um curto repouso (2 ou 3 dias) associado a analgésicos comuns pode aliviar os sintomas. Bolsas quentes nas costas também ajudam. Nem sempre e necessário parar de trabalhar ou interromper atividades habituais. É importante, entretanto, evitar qualquer movimento brusco ou serviço mais pesado. Nesses casos mais leves obtém-se o alívio em poucos dias, mas pode levar ate um mês. Em caso de dor muito intensa ou dor persistente, o seu médico indicará o caminho a ser seguido. Poderão ser usados analgésicos mais fortes, anti-inflamatórios ou relaxantes musculares.
E hora de fisioterapia, sempre por profissional habilitado. Ele dispõe de instrumentos que produzem resultados através do calor, como o ultra-som. A opção pode ser a estimulação elétrica, com um método chamado TENS. Massagens delicadas são também indicadas. Acupuntura médica seria uma excelente opção de tratamento. Quando a dor começar a melhorar, deve-se definir um programa de exercícios fisicos e alongamentos. E necessário recuperar o tônus da musculatura e corrigir a postura defeituosa causada pela dor. Os exercícios visam também melhorar a flexibilidade do corpo.

Quando e necessária a cirurgia?

Na maioria das vezes não e preciso fazer uma operação. Entretanto, quando houver uma indicação médica definida, não se deve adiar. E o caso da dor persistente, ou da dor insuportável,de défcits neurológicos, apesar de todas as medidas tomadas. E também o caso da dor de repetição, que inúmeras vezes volta a torturar. Se a causa foi definida pelos exames, o melhor é atuar diretamente sobre ela. Por exemplo, se a dor nao melhora e a tomografia confirmou a presenca de uma hernia de disco, a cirurgia pode ser a grande resposta e o alivio pode ser imediato. A cirurgia pode ser de urgência, caso haja uma compressão aguda do sistema nervoso, causando uma paralisia ou fraqueza de movimentos. Nesta eventualidade pode haver perda do controle sobre os esfincteres urinário ou fecal (urina e fezes). A cirurgia hoje em dia e muito segura. O neurocirurgião dispõe de materiais e equipamentos modernos, que tornaram o seu trabalho cada vez mais eficiente. Um exemplo e o microscópio cirúrgico, ao qual o neurocirurgião e habituado. Possibilita as chamadas microcirurgias, que sao operações mais precisas, com incisões menores e recuperação mais rápida. Contamos ainda nos dias atuais procedimentos minimamente invasivos para coluna lombar.

Seria o fim da dor lombar?

Hoje temos técnicas de bloqueio paravertebrais (ao lado da coluna), nas lombalgias agudas e na de longa data. Um outro método, mais agressivo de tratamento, que seria a cirurgia para fixação da coluna lombar por meio dos parafusos de titânio, principalmente nos pacientes com dores lombares crônicas (longo prazo) com faixa etária , por ex., ate os 60 anos, onde temos ótima resposta em relação as dores lombares, e também para tratarmos aqueles pacientes já operados de hérnias discais em que a dor lombar se torna persistente, as vezes paciente com 2 ou até 3 cirurgias mal sucedidas de hernia do disco lombar.
A Radiofreqüência é um procedimento, minimamente invasivo, com sedação e anestesia local, que se tornou uma grande esperança para o tratamento da dor lombar crônica principalmente nos pacientes que já foram operados de hérnia de disco lombar.

A Prevenção

É o melhor caminho. Verifique os defeitos de sua postura e corrija-os. A maneira de dormir, de sentar ou trabalhar pode ser importante. Faça um programa de exercícios, progressivo. Perca peso. Tome cuidados ao fazer esforços aos quais não esteja habituado. Faça alongamentos. Caminhar é bom e nadar ótimo. Informe-se com profissionais competentes. Proteja sua coluna. Viva melhor sua vida.

voltar

Como chegar a Neuroclinica

Clique aqui para ampliar o mapa

Rua Ana Leonísia do Amaral Camargo
nº 213 - Centro - Valinhos-SP
Fone: (19) 3869-1300

Nossos serviços
Conheça o trabalho da Neuroclinica, o que a clínica pode oferecer para sua saúde e bem estar.
 
Home   |   Serviços   |   Convênios   |   Equipe   |   Consultas   |   Agenda  |   Artigos   |   Localização   |   F.A.Q
Neuroclinica © 2005 - 2006. Todos os direitos reservados. Criado por: Studio213